CURSOS/PRODUTOS/ECOTUR/SERVIÇOS























Instituto Mairiporã Thomaz Cruz
Imensu – Faculdades de Mairiporã
Consultoria Jetro Ambiental
Associação Paulista dos Gestores Ambientais - APGAM
















OBJETIVO:


Encontro para abordar como está a gestão ambiental, com a participação de representantes dos setores públicos e privado. Além das palestras o publico: empresários, gestores ambientais graduados, acadêmicos e profissionais em geral vão participar e interagir em oficinas de brinquedos com PET e de papel reciclado, filmes e musica relacionada ao tema.


PROGRAMAÇÃO:
HORÁRIO
ATIVIDADE


8h
Credenciamento/Café da Manhã
9h
Abertura Oficial/Composição da mesa
9h 15 – 10h
1ª. Palestra: “A Gestão Ambiental no Setor Publico”
Palestrante: Dr. Eduardo Jorge – Sec. de Meio Ambiente do Município de SP
10h – 10h 30
Inscrição para perguntas
10h 40 – 11h 40
Filme sobre Coleta Seletiva como fonte de renda
12h
Almoço
13h – 14h
Oficinas de brinquedo com garrafas PET e de Papel Reciclado
15h – 16h
2ª. Palestra: “A Gestão Ambiental no Setor Privado”
Palestrante: Eng° Mario Hirose – Diretor de Meio Ambiente da Federação das Indústrias do Estado de SP - FIESP
16h – 16h 30
Incrição para perguntas
16h 30
Café e entrega de Certificados
17h
Encerramento com musica ao vivo





Dr. Eduardo Jorge


Secretario Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo desde 2005, nos governos José Serra/Gilberto Kassab. Foi secretário de Saúde do Município de São Paulo nos governos de Luiza Erundina (1989-90) e de Marta Suplicy (2001-02) e deputado estadual e federal eleito pelo Partido dos Trabalhadores (1982-86). Desde 2003, é filiado ao Partido Verde. É médico sanitarista da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Co-autor da legislação constitucional da área da seguridade social (previdência, assistência social e saúde) e autor ou co-autor de leis federais, como a de regulamentação do planejamento familiar e da esterilização voluntária; da produção de medicamentos genéricos; da lei orgânica da assistência social; da vinculação de recursos orçamentários para o SUS e da restrição ao uso do amianto.


Engo. Mario Hirose


é diretor do Depto. de Meio Ambiente Federação das Indústrias do Estado de S. Paulo - Fiesp –e diretor adjunto da Divisão de Mudanças Climáticas. É membro do Conselho
Superior de Meio Ambiente (Cosema) da Fiesp. Entre 2005 e 2010, foi diretor do Departamento de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da CIESP - Centro das Indústrias do Estado de São Paulo e membro do Conselho SPEX – São Paulo Exporta. Responsável pela coordenação da norma IS0 TR14062 
ECODESIGN no Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental da ABNT – CB38. Economista e administrador.


OFICINAS


Papel Reciclado, com a artista Maria do Lixo, e Oficina de Brinquedos
com garrafa PET do Movimento Eco-Cultural de Pirituba.








INVESTIMENTO:

R$ 200,00 (Duzentos reais)
Forma de pagamento: Depósito bancário
Banco Itaú - Agência: 8480 - Conta: 03972-9

Por gentileza enviar e-mail para a Associação Paulista dos Gestores Ambientais para confirmar credenciamento participativo dos associados e colaboradores da APGAM.
E-mail: aapgam@gmail.com - a/c. da Diretoria de Comunicação.

Incluso no pacote:

Café da manhã, almoço, café da tarde, certificado de participação e transporte da estação ferroviária de Franco da Rocha até o local do evento.
Qualquer outra despesa não descrita acima será por conta do participante
....................................................................................................................................................................
As propriedades medicinais das frutas foram sendo comprovadas através dos tempos e confirmadas por análises químicas e experiências científicas. Ao longo da história da humanidade, o homem vem descobrindo que as frutas possuem não só um grande valor nutritivo, mas também efeito medicinal. As frutas hoje estão entre os maiores agentes terapêuticos dados pela natureza. Todas as frutas são dotadas de propriedades medicinais.

Umas são adstringentes, outras emolientes. Umas excitam as funções gástricas, outras ativam as funções intestinais. Umas desintoxicam o organismo, dissolvendo e expelindo os venenos; outras suprem ao organismo as necessárias vitaminas e os indispensáveis sais.

Na estação da cultura ao corpo, dos cuidados com a saúde e os excessos de gorduras, as  frutas aparecem como aliadas importantes e necessárias ao organismo. Fornecem os minerais e as vitaminas, que regulam o funcionamento do corpo, protegendo-o contra as doenças.

Sob o ponto de vista químico e de composição, os principais nutrientes das frutas são as Vitamina C e A, Cálcio, Fósforo, Açúcar e  Gorduras. Cada elemento possui funções específicas e nutricionais de imenso valor para a saúde. Assim, vemos que a Vitamina C  Mantém agregadas as células do organismo, evita hemorragias e protege as gengivas e os dentes. A Vitamina A - Protege a vista, a pele e as membranas que revestem as cavidades do nosso corpo. Cálcio e Fósforo - Constroem, protegem e recuperam ossos, músculos e sangue. São também de grande importância para os tecidos nervosos. Açúcar e Gordura - Fornecem energia importante para a boa disposição do organismo.

Como selecionar e comprar frutas

Na hora da compra é fundamental a observação criteriosa das condições de conservação das frutas. Compre sempre aquelas de melhor qualidade. São mais saborosas e fornecem ao nosso organismo o máximo de seu valor nutritivo. Você deve escolha frutas frescas, firmes, reagindo a uma leve pressão dos dedos, de boa aparência, perfeitas, sem sinais de danificação por insetos, na cor correspondente ao seu grau de maturidade e completamente maduras, se forem para consumo imediato. O abacaxi deve estar com as folhas da "coroa" firmes. Dando-lhe uma pancadinha com os dedos polegar e indicador, o som deve ser semelhante a um "piparote" dado na parte interior do pulso. Compre o mamão "de vez", quando não for para consumo imediato. O mamão maduro tem tonalidade amarelo-dourada. A banana madura não deve ter manchas verdes na ponta.

Como conservar as frutas em casa


Você não precisa ir ao mercado todos os dias, mas para manter as frutas em perfeitas condições de consumo deve seguir algumas regras básicas. Para as frutas que não serão consumidas imediatamente o melhor é adquiri-las no ponto que chamamos "de vez". Em casa, elas devem ser conservadas em temperaturas ambiente, até o seu completo amadurecimento, quando devem ser consumidas ou levadas para a geladeira. As frutas se conservam por poucos dias na geladeira. Depois murcham, perdendo o sabor e o valor nutritivo. O mamão "de vez" deve ser envolvido em papel ou guardado em lugar escuro e fresco. O mamão não deve ser riscado, porque o líquido que sai contribui para perda de sabor e valor nutritivo. O abacaxi deve ser colhido após o seu completo amadurecimento. Quando colhido antes, ele murcha, perde o sabor e o valor nutritivo. A pêra deve ser colhida "de vez", após alcançar o máximo de seu tamanho.


Agora que já sabemos como conservá-las e comprá-las vamos conhecer o verdadeiro poder medicinal das frutas. Um poder caracterizado e definido para cada espécie. Assim, apresentamos a seguir um resumo das constatações experimentais e científicas de algumas frutas:

Pêra

A pêra é um dos maiores presentes do verão para os amantes da alimentação natural. Com um sabor delicioso, a fruta é rica em potássio, sódio, cálcio, fósforo, enxofre, magnésio, silício, ferro, vitaminas A e C e do complexo B. É utilizada popularmente como coadjuvante do tratamento da hipertensão arterial e da prisão de ventre, sendo considerada, também, um ótimo diurético. Sua maior ação terapêutica se faz na doença diverticular do intestino. A pêra deve ser consumida com a casca porque é onde está concentrada a maior parte da vitamina C. É uma fruta muito usada por quem está fazendo regime porque tem baixo valor calórico.

 Banana

Conhecida como um dos mais completos alimentos, a banana constitui uma inesgotável fonte de hidratos de carbono, potássio, sódio, fósforo, cloro, magnésio, enxofre, silício, cálcio, niacina, vitaminas A, B1, B2 e C. É nacionalmente conhecida como calmante intestinal, por estimular o apetite e as funções digestivas, graças a uma substância oleosa presente em sua composição, de efeito adstringente, que suaviza o intestino delgado, grosso e reto, sendo aplicada em casos de diarréia aguda ou crônica.

Abacate


Nutritivo e altamente energético o abacate é o alimento dos tempos de recessão. Dentro dessa ótica, em alguns estados do nordeste, já foi incorporado como complemento alimentar da população mais carente, sendo misturado com a farinha de mandioca ou de milho. Possui alta concentração de proteínas e sais minerais, mas sua principal característica é a maior quantidade de gordura, proporcionando aproximadamente 162 calorias por 100 gramas da fruta, o dobro da manga, duas vezes e meia o valor calórico da maçã e do abacaxi, mais de três vezes e meia o da laranja. Da fruta, se aproveita quase tudo. Das folhas do abacateiro se faz um chá que tem fama de ser diurético e carminativo, ou seja, que elimina gases intestinais. O chá deve ser tomado aos goles meia hora após as refeições. O caroço tostado e moído bem fino combate a diarréia e a disenteria. O abacate também é muito utilizado pela indústria de cosméticos, em forma de cremes nutritivos e hidratantes, xampus, emulsão protetora hidratante, creme de limpeza, máscara refinadora, creme de mãos e unhas, sabão cremoso, leite de limpeza, entre outros. É conhecido, também por seus poderes afrodisíacos. Segundo a crença popular, a polpa do abacate é um ótimo estimulante sexual, assim como seus botões florais. Quem sofre de dor reumática e dor da gota possui no azeite de abacate um bom remédio.


Melão

Alimento rico em vitaminas A, possui também todo o complexo B e C, cálcio, ferro e fósforo. Possui alto conteúdo de celulose, que lhe dá uma função laxante suave. Recomendado nos casos de gota, reumatismo, artrite, obesidade, colite, prisão de ventre, afecções renais, nefrite e cistite. Para as doenças do estômago é recomendado o chá da semente, que devem ser trituradas com água e mel. Para tomar coe, usando três xícaras mornas por dia. Também serve para a garganta. Em caso de inflamações pode-se fazer um gargarejo com o suco do melão. 

Melancia

É considerada uma fruta refrescante. A melancia cai bem em dias quentes e para quem quer emagrecer. Ela é uma das frutas mais ricas em vitaminas vendidas no Brasil: vitaminas A, C, B1 (tiamina) , B2 (riboflavina), B6, B12, niacina, ácido fólico, ácido pantotênico e biotina. As sementes da melancia são utilizadas em algumas regiões do país para fazer uma bebida diurética e vermífuga, denominada orchata. É indicada para problemas reumáticos, ascites e obstruções renais. Além disso tem interferência no controle da acidez estomacal e bronquites crônicas. No tratamento da erisipela aplicar cataplasmas locais da polpa e cascas trituradas. Mas atenção, a fruta deve ser consumida fresca e madura porque se não pode provocar cólicas e disenterias.

Abacaxi

As principais plantações de abacaxi, no Brasil, se concentram no nordeste, especificamente nos estados da Paraíba, Bahia, Pernambuco e no triângulo Mineiro. Fruta típica de países tropicais, é rica em potássio, magnésio, cálcio, vitaminas A, C, B1 e D. Auxilia na digestão, devido à presença de bromelina em sua composição (uma mistura de enzimas que desdobram proteínas, facilitando a digestão). É muito utilizado na preparação de xaropes. Pode ser útil no tratamento das enfermidades da bexiga, da próstata e da uretra. Além disso pode ser bom para o tratamento do reumatismo e do artritismo. A fruta deve ser consumida ao natural e não se deve misturar a outras alimentos na mesma refeição. Também se recomenda não colocar açúcar porque corta o efeito vitamínico.

Maracujá


É uma fruta originária do Brasil. É muito usada na culinária e na medicina. Possui grande quantidade de vitamina C e niacina, uma vitamina do complexo B. Tem composição de ferro, cálcio e fósforo. As folhas e o suco do maracujá tem uma substância conhecida como passiflorina, que é um sedativo natural. As folhas são usadas como diurético quando preparadas como chá. O suco do maracujá é usado para combater a insônia. Deve ser feito da seguinte forma: bater com água e mel, no liquidificador, a polpa do maracujá sem tirar as sementes. Antes de consumir deve-se coar. As sementes trituradas e misturadas com mel são usadas para o tratamento de verminose. A pessoa deve tomar uma colher de sopa em jejum.

    
Manga

Fruta rica em vitaminas A , C e complexo B. É digestiva. Usada contra bronquite e anticatarral, combate a falta da vitamina C, depurativa, refrescante, tem a propriedade de
fazer suar, digestiva.  
          
Laranja

É a fruta conhecida por ser 100% vitamina. Tem alto teor de vitamina A ,C, complexo B, ferro e hidrato de carbono. Previne gripes e resfriados. Desintoxica o organismo e ajuda o trabalho dos intestinos. Depois da banana é a fruta de maior preferência do consumidor mundial. Ela estimula o paladar e abre o apetite, acalma a sede e melhora a secreção de suco gástrico. Por seus poderes alcalinos influi na eliminação do ácido úrico e impede a acidose. É um bom estimulante do apetite, reguladora intestinal, laxante, diurética, combate o reumatismo, calmante, digestiva, antifebril, anti-hemorrágica, combate a nevralgia, restaura o fluxo menstrual, quando escasso ou ausente, combate a nefrite, depurativa e também pode ser usado contra verminose.

Mamão

A principal recomendação para o mamão é de que se deve usar mas não abusar. É rico em vitaminas e sais minerais. Contém vitaminas A e C, proteínas. Ajuda na função digestiva do organismo. Comido de manhã, em jejum, tem efeitos positivos contra a diabete, mas convém usá-lo com maçãs e torradas de pão integral. Para o tratamento de desconforto estomacal deve-se mastigar de 10 a 15 sementes de mamão, por dia. A fruta bem matura tem efeito laxante, digestivo, diurético e emoliente. Ainda tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações, as inchações e as queimaduras, e aliviar as dores e cura feridas, refrescante. 

Maçã


É uma fruta originária da Ásia Central e se adaptou bem na região sul do Brasil. Combate a diarréia, estomacal, combate as afecções das vias respiratórias. E é um bom alimento para o cérebro. A maçã excita a ação do fígado e provoca um sono tranqüilo. Além disso desinfeta a boca e dificulta a formação de cálculos renais, e previne as infecções da garganta. Na medicina popular a maçã é boa para as inflamações oculares. Deve-se lavar os olhos duas vezes ao dia com um chumaço de algodão embebido em suco de maçã ácida. Rica em vitaminas e sais minerais. Atua contra diarréia e reumatismo. Fibra reduz o colesterolLimão


Ácido por natureza o limão é o rei dos temperos e a fruta mais usada nos remédios caseiros e populares. O suco é usado para controle de tosses, amigdalite, febres, catarros, inflamações, desarranjos intestinais. O chá da casca é usado como infusão. É um anti-séptico natural, ajuda contra a fermentação do estômago e intestinos. Cheirar o limão é recomendado em situações de enjôos e ânsias. É rica em vitamina C, é anti-gripal e atua contra a acidez gástrica, acne, afta e enxaqueca.


Ameixa

É purgativa, depurativa. A ameixa vermelha é rica em provitamina A. A ameixa amarela é doce e energética e tem mais proteína. A ameixa é excelente laxante e pode ser usado nas terapias contra a artrite, a gota e nas afecções das vias respiratórias. É uma fruta rica em ferro.   

Amêndoa –

É eficaz contra as enfermidades das vias respiratórias e a irritação das vias urinárias. 

Araçá - É calmante.

Azeitona - A verde é adstringente, ao passo que a preta é laxativa. 

Cambucá - É bom para o estômago.

Caqui

É alcalinizante, bom para as afecções do fígado e os catarros da bexiga. Para quem tem muitas cãibras a recomendação é comer dois ou três caquis por dia.   

Castanha - É benéfica para os rins e o fígado, e muito útil na diarréia das crianças. 

Cereja

É alcalinizante, remineralizante, combate a disenteria, e eficaz contra a arteriosclerose.

Coco

É o alimento de mil e uma utilidades. Dele se aproveita a água, o coco ralado, o leite de coco e das folhas e da casca se confecciona esteiras, chapéus, balaios e tapetes. O coco é originário do sudeste da  Ásia. Bebido diariamente ele ajuda a melhora a saúde da pele. É indicado para combater ataques asmáticos. Como calmante pode se tomar a água em abundância e no combate a disenteria deve-se tomar duas xícaras de leite de coco natural por dia, sem açúcar. Além dissocombate a febre, combate os vermes, útil nas inflamações intestinais. 

Figo

Combate as afecções das vias respiratórias, laxante, tem a propriedade de amolecer os tecidos, atenuar as inflamações, as inchações e as queimaduras, e aliviar as dores e cura feridas.

Fruta-do-conde - É estimulante do apetite.

Jenipapo - É indicado na má digestão e nas afecções do fígado e do baço.  q..

Goiaba

As goiabas brancas e amarelas são mais ricas que as vermelhas. É uma fruta com boa quantidade de sais minerais e tem  cálcio e fósforo, além de um bom teor de ácido ascórbico. Combate a diarréia e os tumores. As folhas, em decocção ou banho, são empregadas para combater a hemorragia uterina, a incontinência urinária , e a inchação das pernas e pés, a cólera infantil e a gastroenterite.

Grumaxama - É estimulante do apetite, reanimadora.

Jabuticaba - É estimulante do apetite, reanimadora.

Lima - É alcalinizante e combate a falta da vitamina.

Mangaba - É digestiva.

Marmelo - É adstringente, fortificante do aparelho digestivo.

Morango

É pequena porém rica em vitaminas C, potássio, sais minerais e fibras. É diurético, anti-reumático, alcalinizante, combate a febre, elimina toxinas do fígado, laxante, facilita a digestão, tônico para os nervos. O morango também ajuda a melhorar a memória, combate enfarte e para os males dos rins, deve ser usado amassado com mel. Para os cálculos da bexiga tomar uma colher de sopa do suco puro, toda manhã. O chá das folhas é bom para a diarréia.    

Noz - É bom remédio para o cérebro e para o sistema nervoso em geral. 

Pêssego - É um bálsamo para o estômago e um precioso alimento para os diabéticos.

Pitanga - É refrigerante e antiberibérica. As folhas combatem a febre, mesmo nas maleitas rebeldes. 

Romã - As raízes são usadas para expulsar a tênia (ou solitária). 



Sapoti - É refrigerante. Tamarindo - É laxante e até purgativo.


Uva  

Famosa por agradar aos reis da antiguidade, a uva é rica em carboidratos, tem pouca quantidade de vitaminas do complexo B e C. Além disso oferece doses de potássio, cálcio, fósforo, magnésio, cobre e iodo. Para as crianças é usada para subir necessidades energéticas. As propriedades naturais da uva ajudam a ativar os rins. É um suave laxante, além de ter boa atuação nas enfermidades do intestino, fígado, abdômen e estimula as funções cardíacas. Tomar o suco concentrado ajuda a combater a anemia. É vitalizadora, alcalinizante, anti-reumática, depurativa,diurética, laxante, tônica para o sistema nervoso.


Fonte: Embrapa  - Foto: buffetiolanda.blogspot.com
....................................................................................................................................................................
Rede Social de Justiça e Direitos Humanos

A Rede Social de Justiça e Direitos Humanos gostaria de convidá-lo a participar do lançamento da 11ª edição do Relatório Direitos Humanos no Brasil. 
  
O livro é publicado anualmente com o objetivo de contribuir para o debate político, econômico e social face às diversas áreas de Direitos Humanos. 
  
Lançamento: 
  
Dia 7 de dezembro (3ª-feira) às 19h. 
Na Câmara Municipal de São Paulo – Viaduto Jacareí, 100 - Centro, São Paulo. 
  
Contamos com sua participação 
  
Informações 
  
Rede Social de Justiça e Direitos Humanos
(11) 3271-1237 / 3275-4789
e-mail: rede@social.org.br - www.social.org.br 

....................................................................................................................................................................
Dia 03 de Novembro

09h às 10h30

Palestra: CONSERVAÇÃO E REUSO DE ÁGUA: ESTUDO DE
CASO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO.

Prof.ª Luana Di Beo Rodrigues - Engenheira de Produção pela FEI, Especialista em Gestão e Tecnologias ambientais pela USP, Mestranda em Engenharia Hidráulica pela Engenharia Civil da USP

19h às 21h

Palestra: TECNOLOGIAS PARA SANEAMENTO

Fernando Silva - Gerente Técnico da BioProject, empresa voltada na fabricação e comercialização de equipamentos para tratamento de água e
efluentes industriais e domésticos.

21h15 às 22h30

Palestra: CONSERVAÇÃO E REUSO DE ÁGUA: ESTUDO DE
CASO AEROPORTO INTERNACIONAL DE SÃO PAULO

Prof. Luana Di Beo Rodrigues
Engenheira de Produção pela FEI, Especialista em Gestçao e
Tecnologias ambientais pela USP, Mestranda em Engenharia
Hidráulica pela Engenharia Civil da USP

Dia 04 de Novembro

08h às 09h30

Palestra: INSPEÇÃO VEICULAR AMBIENTAL

Luiz Vicente Figueira de Mello Filho - Gerente Regional da
Controlar S/A. Mestrado em Engenharia Automotiva pela POLI-USP em 2009. -
Pós-Graduado em Comunicação e Marketing pela Cásper Líbero em 2005. Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie em 2002. Engenharia Mecânica pela Universidade Mackenzie em 1999. Dez anos de experiência profissional em indústria multinacional, na área de Engenharia de Produto, Jurídico (suporte técnico) e Serviços Pós Venda.
09h30 às 11h30

Palestra: TECNOLOGIAS PARA SANEAMENTO

Fernando Silva - Gerente Técnico da BioProject, empresa voltada na fabricação e comercialização de equipamentos para tratamento de água e
efluentes industriais e domésticos.

19h30 às 21h

Palestra: CIANOBACTÉRIAS E CIANOTOXINAS NA GESTÃO
DA QUALIDADE DA ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO E
OUTROS USOS.

Maria Teresa de Paiva Azevedo
Doutora em Ciências Biológicas (Biologia Vegetal), especialista em
Biologia de Cianobactérias e algas. Diretora da Bioalgas Análise e
Consultoria Ambiental.

21h às 22h30

Palestra: BIOMONITORAMENTO: PORQUE E QUANDO
UTILIZÁ-LO NA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS.

Mônica Luisa Kuhlmann
Bióloga formada pelo Instituto de Biociências da USP, com mestrado
e doutorado na área de Ecologia de Ecossistemas Terrestres e
Aquáticos pela mesma Instituição. Trabalha a 18 anos na Companhia
Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) com a aplicação de
bioindicadores no diagnóstico da qualidade de águas doces.

Dia 05 de Novembro

09h às 10h30

Palestra: O PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO ISO 14001 NA
ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTOS SUZANO/SABESP

Prof. Aristeu Massao Matsumoto
Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Mogi das
Cruzes (2002). Especialista em Técnicas de Tratamento de Efluentes
Industriais pelo Kitakyushu Internacional Center-Fukuoka-Japão
(2003) e Especialista em Automação Industrial e Sistemas de
Controle pela FEI-Faculdade de Engenharia Industrial (2005).
Mestrando em Engenharia Civil, área de concentração Saneamento
e Ambiente na UNICAMP-Universidade Estadual de Campinas.
Professor na UNICID-Universidade Cidade de São Paulo, área Gestão
Ambiental, desde Agosto de 2008. Engenheiro na SABESPCompanhia
de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, área
Tratamento de Efluentes, desde Junho de 1998.

19h30 às 21h

Palestra: INSPEÇÃO VEICULAR AMBIENTAL

Marcos Brandão - Diretor de Operações da Controlar.
Engenheiro mecânico com ênfase em produção. MBA em gestão de
operações pela USP. Pós-graduação em finanças pela Universidad
Iberoamericana (México) e cursando MBA Executivo Internacional
pela FIA - USP. Experiência de 13 anos na indústria automobilística,
com 6 anos de experiência internacional (México, UK, USA e
Argentina)

21:15 às 22:30h

Palestra: GEOPROCESSAMENTO

Elaine Manfredi - Geógrafa pela UFRJ, analista de Geoprocessamento do Município de Guarulhos/SP

21:15 às 22:30h

*Sala 110 do bloco Alfa

Palestra: A IIMPORTÂNCIIA DAS COLEÇÕES BIOLÓGIICAS

Marília Cristina Duarte
Licenciada em Ciências Biológicas, Doutora em Biodiversidade
Vegetal e Meio Ambiente, Instituto de Botânica de São Paulo

.................................................................................................................................................................

Ambiente para todos?

Encontro realizado pela instância da Associação Paulista de Gestão Ambiental - APGAM, através da ATGA-RMC, busca o fortalecimento dos eixos de preocupação da integração, social em busca dos elementos, em dialogo do ambiente. Portanto a relação do ambiente externo, da planta de um empreendimento, bem como o interno, merece a reflexão das temáticas, desenvolvidas, neste  encontro realizado na Cidade de  Campinas. No ultimo dia 23 de setembro de 2010, Associação Metropolitana de Campinas, realizou o seu primeiro seminário temático, abordagem do ambiente do trabalho, os problemas entre o local de trabalho, o desenvolvimento do meio ambiente planejado, a sustentabilidade, o crescimento do comportamento colaborativo   “funcionário”, junto a corporação. A respeito da intervenções fortalece,  necessidades   bem como sua importância da informação, ou seja, da sensibilização da temática ambiental, para dentro dos equipamentos, bem como o compromisso dos gestores das plantas “empreendimentos” com sua comunidade externa, a responsabilidade social. Sobre o assedio moral, uma profunda reflexão desta temática, de difícil compreensão, dado ao fator, para que se observe a essência do assedio, em primeiro lugar devemos desvendar o preconceito entre o seres humanos, colocar o espaço “ambiente social” como necessidade de interação e relacionamentos, fundamentos importantes para a construção de um corpo social  ativo em favor da vida e de respeito ao outro. Buscar solucionar, entre tantas competitividades, a compreensão das razões que nós leva a pratica da discriminação, e o fortalecimento do assedio moral.
 Observa-se que se alguém da corporação, pratica o assedio, o mesmo esta reproduzindo, ou, esta em sintonia com o comando da mesma, o silêncio as vezes reproduz  o desejo da organização. Para uma boa interatividade social e inclusive econômica devido ao relacionamento saudável no meio corporativo, se faz necessário combater esta pratica agressiva e totalmente negativa em um ambiente onde  sua essência é o desempenho profissional, e as atribuições a favor da produção e de negócios. Para tanto se faz necessário, para que possamos dialogar, entorno das questões ambientais ao aprofundar nas questões do trabalho. Diagnosticando os espaços que temos de desenvolver uma boa qualidade de vida: do natural, o respeito à vida externa dos equipamentos; do artificial, a importância do planejamento, e do cultural o fortalecimento da  identidade, com a sociedade em seu território. Preocupado com estas relação ambiental, propomos este evento de reflexão, que tem como objetivo o dialogo das questões , que afeta o ser humano em seus ambientes. A importância da rede social, a troca de conhecimento nos leva ao exercício das questões que nos deixa indignados.

Texto e foto: Gervásio José Antonio – 1º. Sec. APGAM


....................................................................................................................................................................
A FALTA DE ÁGUA É REAL E TEM QUE SER ATACADA COM URGENCIA.
Preocupados com isso, o INSTITUTO AGRONÔMICO DE CAMPINAS e a FUNDAG oferecem o
II CURSO EXTENSIVO DE PRODUÇÃO DE ÁGUA, RECUPERAÇÃO E PRESERVAÇÃO DE NASCENTES.

Capacite-se nisso.
Esse curso vem ao encontro de todos os profissionais de atividades ligadas, direta ou indiretamente, com recursos hídricos e preservação do meio ambiente.
Mais que isso, envolve a capacitação de profissionais de cooperativas, usinas, ONGs ambientalistas e demais organizações ligadas ao meio ambiente para o enfrentamento e prevenção da falta d?água e conseqüentes restrições hídricas, como já vem ocorrendo.
O curso contempla todos os assuntos essenciais ao aumento da produção d?água no âmbito da propriedade rural, da bacia hidrográfica e do município.
Além de produzir mais água, como conseqüência, alcança-se:
- A reversão dos possíveis impactos ambientais já promovidos;
- Prevenção de futura limitação nos diferentes sistemas produtivos pela escassez hídrica;
- A inserção, efetivamente, na produção sustentável promovendo a imagem do seu negócio ou organização perante a sociedade quanto à preservação do meio ambiente e;
- Prevenção contra disputa pelo uso da água e possível instabilidade social.

Acesse o link para maiores informações e inscrição:
http://www.infobibos.com/nascentes/

Tenha consciência de que:
- O problema da escassez de água tem que ser devidamente enfrentado e é muito preocupante;
- Na maior parte das bacias hidrográficas dos estados mais populosos do país a escassez de água já se
   apresenta como um problema grave e que piora a cada ano;
- Nas bacias hidrográficas dos estados mais populosos a perspectiva de conflitos se agrava, ainda mais, em
   função de, além do enorme uso agrícola, os significativos consumos dos outros usos ? industrial e, do mais
   nobre, que é o doméstico;
- Em geral pouco ainda se discute sobre as verdadeiras causas do problema e, muito menos, de forma
   sistemática, na linguagem adequada, com conteúdo e com capacidade de sensibilização e, por fim, de
   capacitação.


ANA CAROLINA MARTINS FANTIN
Técnica de Apoio a Pesquisa Científica e Tecnológica
IAC- Instituto Agronômico de Campinas
Centro de Ecofisiologia e Biofísica
Fone: (19) 3202-1768

................................................................................................................................................................................................
Encaminhem para pessoas que vocês conhecem, pode ser que tenha alguém que queira adotar um cãozinho....!!!!!
Cinquenta cães de raça, fruto de um comércio abominável, precisam ser doados com urgência,ou serão sacrificados. A criadora faliu e teve que deixar a casa alugada. Os cães foram 'alojados' emergencialmente na maioria estão em caixas de transportes, sendo retirados somente para fazer as necessidades, outros estão confinados nas dependência do imóvel citado.

As raças são:

47 - COCkER AMERICANO (Idade de 1 a 8 anos) (cores: preto, preto com branco, marrom e preto com amarelo)
01 – CHOW-CHOW – Fêmea, dourada, 3 anos –
01 – PASTOR SUIÇO – Branco, macho de 3 anos;
01 - COLIE – Fêmea de 3 anos - .
Os animais estão em Caucáia do Alto, próximo à Cotia e Embu das Artes.
Vamos fazer o possível para doá-los castrados.

Telefones para contato: 11-4241-5502, 9959-1609 com Cibele, ou 4704-6335 com
Lígia

MESMO QUE VC NÃO TENHA INTERESSE EM ADOTAR NENHUM DELES, POR GRATIDÃO, ENVIE AOS SEUS AMIGOS. QUEM SABE UM DELES ADOTA UM.
Informativo por E-mail: GA. Milene Siqueira
Fotos Ilustrativas: www.seucachorro.com


.........................................................................................................................................................................

II Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente
Circuito Tela Verde

Exibições de curtas, documentários e outras produções audiovisuais voltados à questão socioambiental, acompanhados de debates. Durante o mês de agosto, a Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz (UMAPAZ) receberá a II Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), com o apoio do Ministério da Cultura (MinC). O evento, também conhecido como Circuito Tela Verde, traz produções com temáticas socioambientais com o objetivo de sensibilizar e estimular o debate sobre as questões ambientais. A mostra será apresentada nos dias 07, 14, 21 e 28 de agosto (sábados), das 10h às 13h. Serão exibidos 29 vídeos, entre curtas de animação de um minuto, documentários e entrevistas produzidas por agentes ambientais de diferentes regiões do Brasil, oferecendo um panorama das realidades locais. A programação foi dividida em cinco grandes temas: Sustentabilidade, Desenvolvimento Insustentável, Biodiversidade, Água e Lixo. Os filmes serão exibidos das 10h às 11h e das 11h30 às 12h30, seguidos de debates sobre o conteúdo registrado nos filmes, mediados por técnicos e docentes da UMAPAZ. A participação é gratuita e não é preciso inscrever-se. Pedimos ao público que chegue 15 minutos antes do inicio dos horários de exibição.

Programação:

• Dia 07 de agosto, das 10h às 13h

Mediador: André Luis Moura de Alcântara, sociólogo, docente da UMAPAZ.

Sustentabilidade

- Comunidade Boca do Mamirauá: Um pouco da nossa vida por nós mesmo (15’20”)
- Mutum até debaixo d’água (12’09”)
- Mutum – Madeira (12’09”)
- Projeto Agroflorestal (17’35”)
- O Assobiador (13’59”)
- Patrimônio natural e a degradação ( 8’ )
- Da margem ao Centro: o outro lado do desenvolvimento ( 34’ )
- Perigos no caminho das tartarugas (8’33”)

• Dia 14 de agosto, das 10h às 13h

Mediador: Valério Igor Victorino, sociólogo, docente da UMAPAZ.

Desenvolvimento Insustentável

Das 10h às 11h
- Até quando (3’46”)
- A era do ouro (13’18”)
- BR nas aldeias (15’42”)

Das 11h30 às 12h30
- Icaraí em ruínas (9’10”)
- Máquinas (2’20”)
- Mãe terra (15’11”)
- População rural e ribeirinha (13’49”)

• Dia 21 de agosto, das 10h às 13h

Mediador: Vitor Lucato, biólogo, ecólogo, docente da UMAPAZ.

Biodiversidade

Das 10h às 11h
- Manejo Agroecológico da Caatinga (27’18”)
- Jardim Botânico (13’27”)
- Um passeio entre contrastes (18’54”)

Das 11h30 às 12h30
- Visitação ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (12’28”)
- Das Margens da história às Margens do Purus (22´)
- Não mangue de mim (13’59”)
- Árvores da vida (10’41”)

• Dia 28 de agosto, das 10h às 13h

Mediadora: Eliana Rizzini , bióloga, docente da UMAPAZ.

Água
Das 10h às 11h
- Elos das águas ( 9’ )
- Caminho das águas (22’07”)
- Dia Mundial da água (22’28”)
- Detetives do rio (7’04”)

Lixo
Das 11h30 às 12h30
- Copos (2’36”)
- Saindo da lixeira (46’02”)
- Expedição Taquaruçu ( 8’ )



..................................................................................................

O grupo ecológico “Caneco Verdes” todos os Sábados e Domingos realiza caminhadas de preservação da natureza nas trilhas junto a Fazenda da Vila Taguarussu (Mogi das Cruzes). A trilha se inicia pela Vila de Paranapiacaba, caminhando por Taquarussu, Quatinga, Taiçupeba regiões que compõem o Vale das Neblinas. Esta caminhada segundo, Antonio Santander tem como objetivo, realizar a manutenção destas trilhas. Ex. recolher lixos e outros dejetos que não fazem parte do cenário local. Tem outra equipe de voluntários chamado “Loucos Varridos” que realizam manutenções especificas em buracos produzidos por motos e jipeiros que se utilizam da região para evitar na caminhada torções produzidas por buracos. Esta “Caminhada” realiza manutenções na mata reposicionando espécies vegetais danificadas por turistas desatentos. Ex Bromélias, Orquídeas, plantio de sementes e mudas. O grupo da apoio aos “Panacas perdidos na Serra”, treinamento de como utilizar o GPS dentro da mata, utilizando-se de marcações, sinalização de trilhas, indicações de entrada e saída, noções de sobrevivência, macas, primeiros socorros. Segundo informações enviadas, o Grupo Ecológico tem guias preparados para esta atividade, cobram taxas por pessoa que varia entre R$ 5,00 e R$ 10,00 Reais.E comenta, Antonio Santander que trabalha forte não paga, e os valores arrecados são destinados a compra de sacos de lixos, alimentação e latinhas de alumínio dos moradores, especialmente os desempregados. Todo este trabalho aparentemente artezanal, pecisa de voluntários Gestores Ambientais, para tornar esta ação de Turismo Ecológico, fundamentando em um projeto claro, onde seria possível argumentar verbas junto as Secretarias de Turismo, Meio Ambiente, além da participação dos municípios envolvidos. Segundo informações o SITE da “Caneco Verde” encontra-se desatualizado. A APGAM aprova este tipo de iniciativa da comunidade local, mas todas essas ações importantes devem ter ao lado da comunidade profissionais capacitados para dar a titularidade que esta ação necessita, sabemos que os moradores e voluntários são extremamente hábeis e conhecem o seu lugar de origem, e assim seria importante a participação de um Gestor Ambiental para fazer este trabalho e imprimir um diagnóstico desta ação que igualmente acreditamos ser salutar, saudável e especialmente técnica. Mas todos esses princípios devem estar embasados fortemente, porque passeios desta natureza às vezes podem incorrer em acidentes ou incidentes sérios. Fica então o convite aos Gestores ambientais – voluntários neste período de férias para fazer um diagnóstico com fotos dos amigos do “Caneco Verde” do nosso Antonio Santander.

Cel. 9839.0927 (Antonio do Caneco Verde) – Maiores informações.

Recomendações: Saídas as 09:00hs retorno as 14:00hs.
Levar: Água, lanche, Capa de Chuva, roupas secas e tênis (embrulhados em sacos plásticos para troca), chapéu ou boné, filtro, protetor solar

OBS: FICA A RECOMENDAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO PAULISTA DOS GESTORES AMBIENTAIS – APGAM, QUE RECEBEMOS ESTES INFORMATIVOS, COLOCAMOS EM NOSSO BLOGGER PELO INTERESSE DOS GESTORES AMBIENTAIS, MAS NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS POR QUALQUER INCIDENTE, ACIDENTE OU INFORMAÇÕES DE ALICIAMENTOS PROVINIENTES DESTAS ATIVIDADES.





...........................................................................

Debates na Livraria Cultura

Jornalista: Karina Ninni - estadao.com

Nos dias 14, 15 e 16 a série Encontros Estadão & Cultura promove três debates na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, organizados pela equipe do caderno Planeta. Os temas dos dois primeiros dias são: Comportamento Verde - a etiqueta do século XXI, com as debatedoras Lígia Krás (analista de tendências da Mindset/WGSN), Marussia Whately (arquiteta e ambientalista) e Beth Furtado (psicóloga, sócia da Alia Consultoria e Marketing); e Lixo - nova legislação e coleta seletiva, com os debatedores Denis Russo Bugierman (jornalista e editor do blog Isso não é normal), Luiz Gonzaga Alves Pereira (presidente da Loga Logística Ambiental) e Sergio Luis Mendonça Alves (Secretário Adjunto e Diretor do Departamento de Limpeza Urbana – Limpurb).
No dia 16 o deputado Aldo Rebelo (PCdoB - SP) e os ambientalistas Roberto Smeraldi (diretor da ONG Amigos da Terra Amazônia Brasileira) e Rafael Cruz (Coordenador da Campanha do Greenpeace pelo Código Florestal) debatem o tema Código Florestal - reforma e polêmica. Rebelo foi o relator do controverso substitutivo aprovado recentemente na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, que desagradou ambientalistas e atiçou a disputa entre a bancada "verde" e a bancada ruralista.
Os debates acontecem no Auditório Eva Hertz, na Avenida Paulista, 2073, das 12h30 às 13h30, com entrada gratuita. As vagas serão limitadas por ordem de chegada. Quem perder os eventos ainda poderá acompanhá-los pela cobertura especial do programa Planeta Eldorado, da Rádio Eldorado, que vai ao ar no final de semana, ou acessar o conteúdo dos debates pelo www.territorioeldorado.com.br.
Na sexta-feira, a Rádio Eldorado vai transmitir flashes ao vivo do encontro sobre Código Florestal. Também será possível acompanhar as discussões pelo Twitter.
Confira a agenda dos eventos:
Quarta, 14/7: COMPORTAMENTO VERDE – a etiqueta do século 21
Mediador: Rodrigo Villela (editor)
Debatedores: Ligia Krás (analista de tendências, Mindset/WGSN)
Marussia Whately (arquiteta e ambientalista) e
Beth Furtado (psicóloga, sócia da Alia Consultoria e Marketing)
Quinta, 15/7: LIXO – nova legislação e coleta seletiva
Mediadora: Luciana Garbin (editora do caderno Metrópole, do Estadão)
Debatedores: Denis Russo Bugierman (jornalista e editor do blog Isso não é normal)
Luiz Gonzaga Alves Pereira (presidente da Loga Logística Ambiental) e
Sergio Luis Mendonça Alves (Secretário Adjunto e Diretor do Departamento de Limpeza Urbana – Limpurb)
Sexta, 16/7: CÓDIGO FLORESTAL – reforma e polêmica
Mediador: Marcos Guterman (editor da primeira página do Estadão)
Debatedores: Aldo Rebelo (deputado federal pelo PCdoB, relator da Comissão Especial do Código Florestal)
Rafael Cruz (Coordenador da Campanha pelo Código Florestal do Greenpeace) e
Roberto Smeraldi (Diretor da ONG Amigos da Terra Amazônia Brasileira)

......................................................................................................................................................................

Este Ciclo de Palestra de inverno no Parque da Neblina, na região de Taiaçupeba

Indicação: profa. (MS) Henriqueta Raymundo

Base 5 elementos:  Parceiros que oferecem produtos e serviços:

Solicitação: E-mail - aapgam@gmail.com

Agua:

- Laboratorio para Analise de Agua
- Serviço de contrôle de consumo de agua: Empresas privadas, supermercados, Escolas, Universidades...
- Educação Ambiental - Terceiro Setor

Solo:

Analise de Solo - impactos produzidos por atividades de comércio de combustiveis, industrias em geral.

Ar:

Equipamentos de controle de temperatura, umidade e centrais metereologicas.

Energias Renovaveis:

Equipamentos de energia solar térmica, modulos fotovoltaicos e aéolicos.

Social:

Consultorias ambientais, Palestras, Camisetas alusivas para eventos, sacolas ecologicas, e brindes especiais

Colaboração:

Diretoria de Marketing.
GA. Valéria Silvestre

Diretoria Institucional.
GA. Manoel Sobrinho

Informe à novos parceiros, fazemos o cadastro e disponibilizamos os seus produtos ou serviços, sempre dentro da postura ética da analise da diretoria executiva da APGAM.