sábado, 21 de abril de 2018

PROJETO HORTAS PEDAGOGICAS - 1a. AULA.




Nesta ultima semana nos dias 17/04 e 19/04/2018, demos o inicio ao "Projeto Hortas Pedagógicas" uma parceria da Associação Paulista dos :Gestores Ambientais - APGAM, com a Secretaria de Educação do Município de São Paulo, e com o apoio da Fundação Banco do Brasil. Este projeto teve a sua assinatura no 2o. semestre de 2017 e até esta primeira etapa realizamos o processo seletivo dos colegas profissionais, inclusive com a participação e aprovação de outros profissionais fora da orbita da Gestão Ambiental, mas que tinham um lastro de conhecimento na composição de hortas que o intercambio seria prazeroso e benéfico para as escolas do ensino fundamental do Município de São Paulo. E toda a moldura do projeto pedagógico esta baseado no programa letivo de 2018 - "Currículos da Cidade" apresentado pela SME para que as escolas evidencie os ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, em uma relação pratica e participativa junto as seus alunos, para que possamos introduzir conceitos mais saudáveis  de alimentação natural  e sustentabilidade. Embora, o cronograma esteja apertado, após o EDITAL dirigido especificamente as escolas publicado no dia 13/04/2018 

 com o ato de inscrição e apresentação dos colegas professores indicados por sua unidades escolares para o dia 17/04/2018, as inscrições atingiram as 200 escolas que deveriam ser inscritas, e ainda provocou uma lista de espera de dezenas de unidades superando todas as expectativas da Secretaria de Educação do Município de São Paulo. E no dia 17/04/2018 na Faculdade Anhanguera, situada na Rua Afonso Celso, que cedeu gratuitamente o seu Auditório para este encontro inicial do Projeto Hortas Pedagógicas, a qual todos os parceiros envolvidos agradecem a recepção e o apreço disponibilizado pelos seus colaboradores. Em uma manha de sol que invadia os espaços da recepçao os colegas professores foram se inscrevendo em suas DRE - Divisão Regional Escolar de seus bairros de origem, e rapidamente o auditorio ficou repleto para as apresentações institucionais dos parceiros envolvidos no Projeto Hortas Pedagogicas.


 E assim transcorreu no dia 19/04/2018 com o mesmo entusiasmo e carregado de boas expectativas para que o trabalho pratico se apresente rapidamente. Nestes dois encontros foram apresentados aos professores os profissionais técnicos que prestarão o serviço de acompanhamento e instalação da Hortas Pedagógicas, que produziram bons momentos de intercâmbios, construção de comunicação entre as escolas, e outros fundamentos de logistica e deslocamentos. A participação dos professores se aproximaram a marca de 600 participantes de acordo com a SME, e na saida do encontro ainda receberam um belo presente do "Projeto Arvore Generosa" que distribui mudas de "Ipê Brancos ou Rosa" que tem como tema: Uma árvore para cada criança de São Paulo. 

Texto/foto - Diretoria de Comunicação - APGAM

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Professores municipais retornam às aulas em SP.



Término da greve ocorreu após votação da Reforma da Previdência ter sido adiada em 4 meses.

Por Bom Dia SP, São Paulo

Professores da rede municipal de ensino de São Paulo retornaram ao trabalho nesta quarta-feira (28) após 20 dias de paralisação. Eles protestavam contra a reforma da Previdência proposta pelo prefeito João Doria (PSDB) e decidiram encerrar a paralisação nesta terça (27) em uma assembleia após a votação da reforma ter sido adiada em 120 dias pelos vereadores da Câmara Municipal.
Na porta da unidade de ensino, os professores fixaram um cartaz dizendo que queriam o fim da greve e que os alunos não serão prejudicados, pois as aulas serão repostas. A mensagem também pedia apoio dos pais para a retirada do projeto da reforma da votação.
Na tarde desta terça-feira (27), o presidente da Câmara Municipal, o vereador Milton Leite (DEM), abriu a sessão extraordinária informado que o PL seria retirado da pauta por 120 dias para discussões.

Proposto pelo Executivo, o projeto pretende, entre outros pontos, aumentar a alíquota básica de contribuição previdenciária de 11% para 14%. Do lado de fora da Câmara, os servidores que protestavam contra a votação, celebraram o adiamento.

Fonte: Portal G1/Globo.

Nota: A Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM informa que retoma o Projeto Hortas Pedagógicas neste momento de "encerramento da paralisação" dos professores; o cronograma e o “Plano de Trabalho” estabelecido em parceria com a Fundação Banco do Brasil em 200 escolas do Ensino Fundamental do Município de São Paulo. O processo de seleção dos profissionais já foram concluídos, e agora estamos aguardando a lista da SME das escolas que serão contempladas conforme edital.

Diretoria - APGAM




sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Projeto "Hortas Pedagogicas" - Entrevistas e Visita da Fundação Banco do Brasil.




Neste dia 21/02/2018 após o recebimento de dezenas de currículos aconteceram as entrevistas dos Gestores Ambientais selecionados que tinham experiências na formação de hortas  dentro das expectativas para atender o programa do ano letivo de 2018 - "Currículos da Cidade” nas escolas de ensino básico e fundamental do município de São Paulo. Temos que acrescentar que outros profissionais que enviaram os seus currículos igualmente foram considerados e os selecionados participaram de todo o processo porque contabilizavam boas praticas dentro do perfil esperado pela APGAM, SME e Fundação Banco do Brasil. As entrevistas foram realizadas na ECCAPLAN dentro do espaço CETEC/USP.
Os profissionais que participaram das entrevistas atenderam positivamente o perfil esperado pela Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM. Tivemos a presença dos Assessores do setor de currículos da SME para acompanhar o processo de seleção, o Diretor de Projetos – Ga. Edmilson Gonçalves – APGAM, o Eng. Fernando Beltrame – Programa Residuo Zero/ECCAPLAN, e o Ga. Jose Ramos de Carvalho – Pres. da APGAM.


Nota de Agradecimentos:

Aos todos os profissionais que enviaram as suas experiencias e as boas praticas na área ambiental. E fara parte do acervo técnico da Associação Paulista dos Gestores Ambientais para futuros projetos. E nos colocamos a disposição dos colegas Gestores Ambientais que aguardamos o seu projeto para que possamos juntos viabilizar e traduzir em benefícios socioambientais.

Aos diretores da APGAM, em especial a Dir. de Projetos - Ga. Edmilson Gonçalves, pela dedicação plena e voluntaria a favor da concepção dos Projetos que estão na pauta desta pasta.

A ECCAPLAN na pessoa do Engo. Fernando Beltrame parceiro da APGAM na participação dos processos e relações com os parceiros para o sucesso do Projeto Hortas Pedagógicas.

A Fundação Banco do Brasil - FBB, que recentemente esteve nos visitando representando a Gerencia de Assessoramento Técnico: Sr. Edson Anelli - Gerente e Sra. Carla Sampaio - Assessora - sediados em Brasilia/DF. Enalteceram e citaram a importancia do "Projeto Hortas Pedagógicas" e o entorno positivo das boas praticas no âmbito da "politica publica" e em especial a disponibilidade de "Tecnologias Sociais", e outras colaborativas, a ex. Compostagem e Minhocários junto as escolas de Ensino Basico e Fundamental, e a parceria com a Associação Paulista dos Gestores Ambientais - APGAM, o apoio da Secretária da Educação e a atual administração do Município de São Paulo - Prefeito João Doria Junior.

Texto e fotos - Dir. de Comuicação - APGAM

sábado, 3 de fevereiro de 2018

CURRICULO DA CIDADE - Projeto Hortas Pedagogicas - Gestão Ambiental - Ano Letivo 2018


As aulas no Ensino Basico Fundamental ja terão o seu inicio do ano letivo de 2018 efetivamente apos o Carnaval. E em especial para os Gestores Ambientais uma missão igualmente especial em instalar 200 unidades de Hortas Pedagógicas. Um projeto que irá exigir todo o conhecimento técnico, e operacional. Mas terão que ampliar a sua moldura ambiental porque vão agregar os 17 elementos dos ODS - Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e suas ações socioambientais, culturais e de saúde. Serão fundamentos essenciais neste planejamento de conhecimentos e de praticas sustentáveis.

Assista o video - CURRICULO DA CIDADE

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

INSTITUTO FEDERAL DE SÃO ROQUE - inscrições abertas ...


O curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental visa à formação de profissionais de visão abrangente que tratem de questões relacionadas ao controle e gerenciamento ambiental, orientado à melhoria da qualidade das atividades produtivas e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida para a sociedade. Os objetivos específicos do curso são desenvolver uma abordagem interdisciplinar da questão ambiental, visando uma perspectiva integrada da gestão do meio ambiente; oferecer ferramentas que auxiliem os acadêmicos na compreensão e análise das questões ambientais atuais e sua relação com as questões econômicas, políticas, culturais, tecnológicas e sociais da sustentabilidade, que permitam transformar os desafios e restrições ambientais em oportunidades de negócios; propiciar a compreensão e a avaliação dos impactos sociais, econômicos e ambientais resultantes da produção, gestão e incorporação de novas tecnologias; incentivar a formação de profissionais empreendedores para atuar no contexto das organizações públicas, privadas e terceiro setor, auxiliando no desenvolvimento de atividades sustentáveis; e promover o desenvolvimento de profissionais éticos e comprometidos com as causas e questões ambientais locais, regionais, nacionais e globais.

Texto e ilustração: Prof. Dr. Renan Felicio dos Reis - Coordenador do Curso Superior - Tecnologia em Gestão Ambiental.

segunda-feira, 22 de janeiro de 2018

VAGAS - GESTÃO AMBIENTAL

PROJETO HORTAS PEDAGÓGICAS - MUNICÍPIO DE SÃO PAULO.

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DOS GESTORES AMBIENTAIS – APGAM.
Estamos recebendo currículos para compor o quadro de profissionais Gestores Ambientais, com experiencias na implementação de Hortas escolares do Ensino Basico - Município de São Paulo.
Parceria: ECCAPLAN e SME.
Enviar e-mails:  aapgam@gmail.com
                                                                                  Foto: CasaJaya                                                              A/C. - Diretoria de Administração

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

EDITORIAL – 2017 - FELIZ ANO NOVO – 2018.



Estamos fechando 2017 em seu tempo, e para a Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM foi um ano de sedimentar as suas metas traduzidas em anos anteriores na formação de seu quadro de diretores, com a representação mais efetiva dos bacharéis e técnicos de Meio Ambiente do nível médio. E o objetivo foi de buscar as estruturas formalizadas dentro do seu “Estatuto” preconizado por dezenas de “Gestores Ambientais” quando da fundação da Associação Paulista dos Gestores Ambientais em Nov/2009. Ao longo deste período de 8 (oito) anos os traços ou linhas deste nosso gráfico estatutário nos apresentou um cenário único de estabelecer puramente o “Reconhecimento profissional” neste nosso paralelo com a “Regulação profissional”. A construção deste “Reconhecimento e Participação” se apresentou dentro das famosas “Casas de Oportunidades” a exemplo: CADES Regionais, Rodoanel Trecho Norte, Terminal de Cargas Fernão Dias, FMUSP – Depto de Poluição Atmosférica, Objetivo de Desenvolvimento do Milênio – ODM, Agenda 21 em diversas fases e níveis, formações de entidades sociais e representatividades locais. Em todas essas ações e participações ocorreram contribuições significativas dos “Gestores Ambientais” e sua entidade representativa do Estado de São Paulo. A linha do traço “Estatutário” se consolida como base de um “Plano Estratégico” na sua própria moldura inovadora em constituir diretorias especifica que de fato contribuem para este nosso futuro de realizações. Desde a fundação da Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM, sob a Presidência do Ga. Fransueldo Pereira da Silva - podemos identificar que os resultados auferidos até este fechamento de 2017 formalizaram a base deste “Reconhecimento” e o respeito da sociedade civil e da administração publica. Esta equação tão positiva foi apresentada neste 2º. Semestre com a aprovação da APGAM em Conselhos representativos: Parque do Trote,PDUI, Segurança Alimentar, e os ODS. Essas participações foram obtidas por votos, ou por “Banca de Profissionais” em meio às instituições concorrentes os quais nos qualificam em patamares outros de responsabilidades. E para acentuar o traço desta linha do gráfico superamos mais uma importante etapa consolidando as parcerias tanto no setor privado e na administração publica, em praticas voluntarias ou envolvendo recursos econômicos, a exemplo o “ Projeto Hortas Pedagógicas” recentemente assinado junto à Secretaria de Educação do Município de São Paulo e Fundação Banco do Brasil. Esta sedimentação cristalina visualiza à abertura desta nova porta de 2018 repleta de objetivos emoldurados desde a fundação da Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM, em novos traços mais próximos do seu eixo “Estatutário” que são as instalações das Regionais navegando por Bacias Hidrográficas e as Universidades Publicas e Privadas deste nosso Estado de São Paulo, em uma nova etapa,  um “Desafio” para Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM e profissionais e acadêmicos de Gestão Ambiental.  O ano de 2018 abrirá dezenas de portas desde o sucesso final da PL2664/11 – Dep. Arnaldo Jardim (PPS), a consolidação efetiva de novas Associações Oficiais representando outros Estados, e os Movimentos profissionais e acadêmicos. A Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM, e seus Diretores e familiares desejam a todos os “Gestores Ambientais”, e colegas que atuam na área socioambiental um Ano Novo repleto de realizações e de plena saúde.

FELIZ 2018!!!

Ga. Jose Ramos de Carvalho
Presidente,

Associação Paulista dos Gestores Ambientais – APGAM.