quarta-feira, 28 de abril de 2010

REUNIÕES INICIAIS - Projeto APGAM


Nesta luta pela atuação profissional dos Gestores ambientais, e percebendo que o desejo de uma representação de fato pratica. E ostentando o desejo de formatar a base do processo de exposição das atribuições e as experiências já realizadas por Gestores Ambientais atuantes, já responsáveis por atividades no setor publico, nas empresas e no terceiro setor. Mas ainda encontrando restrições corporativas, às vezes preconceituosas por falta de reconhecimento, grade curricular ou da sonhada regulamentação profissional. Com a experiência adquirida por este grupo de Gestores Ambientais, construída em Encontros, Seminários, fóruns, e outros colegas de profissões diferentes, dos Gestores Ambientais, às vezes sindicalistas que vivenciarão todos estes processos: lento, cansativo, mas carregado de muita garra, de muita participação, que conseguiram sucesso nas suas regulamentações profissionais. Mas porque APGAM? Sentimos que as Associações Nacionais, carregam um grande fardo e concorrem entre si, na realidade se dividem, e divide opiniões, base de luta e endividamento político. A APGAM, estabeleceu um projeto de ação direcionado a base, nos setores profissionais que o Gestor Ambiental em suas atribuições possa atuar ou já atua, com objetivos e metodologia de ação direta dos Gestores ambientais nos projetos, construindo passo a passo, a sua disposição, capacidade e reconhecimento profissional e por seguência natural o aporte político necessário para compor as futuras ações, com a participação e anuência exclusiva do profissional “Gestor Ambiental”. Identificando e apostando nas grades qualificativas: dos Técnicos ambientais, dos tecnólogos, e dos Bacharéis - e reconhecendo os níveis estabelecidos para que possamos estocar a bandeira da Gestão ambiental. A APGAM vem para colaborar, lutar pelo Gestor Ambiental, única e exclusivamente, esta será à base da construção deste nosso "Estatuto". A Associação Paulista, se vale exclusivamente pelo potencial dinâmico de evolução profissional e reconhecimento técnico, estrutural e operacional que São Paulo sempre apresenta para outras importantes unidades da Federação.

Foto: Ramos - Reunião SINCOAB
São Paulo/SP - NOV/2009

Um comentário:

  1. Valéria Silvestre22 de maio de 2010 18:39

    A luta por políticas publicas que regulamente e insira o Gestor Ambiental no mercado do trabalho coaduna-se com a luta pela manutenção da qualidade socioambiental. Parabéns equipe APGAM pelo empenho e iniciativa. Deus abençoe!

    ResponderExcluir